terça-feira, 23 de junho de 2015

Cena Bonus de 'While It Lasts'


Eva


Abrindo a última gaveta da minha cômoda, eu encontrei a foto do meu baile de formatura escondida. Eu tinha sido incapaz de olhar para o rosto sorridente de Josh depois que eu o tinha perdido. Peguei-a e deixei cair na caixa cheia dos meus livros ao meu lado. Eu sabia que vir aqui e empacotar tudo ia ser difícil. Eu tinha uma vida inteira de memórias neste quarto
"Ele realmente se parece com Jeremy", a voz de Cage me assustou. Eu não tinha ouvido ele voltar para o quarto. Eu tinha mandado ele para o jipe com outra caixa das minhas coisas. Levantando meu olhar do rosto de Josh para Cage, meu coração acelerou no meu peito. A tristeza e o medo em seus olhos me confundiu, então percebi que ele estava competindo com Josh o meu coração.
"Esta foi a nossa formatura. Eu guardei ela depois que ele morreu. Vê-la dói muito", eu expliquei estendendo a mão para colocar de volta na gaveta. Eu estaria deixando essas lembranças aqui nesta sala. Papai não estava feliz, mas ele também não estava me rejeitando. Meu quarto permaneceria aqui, intocado por mim para voltar para casa se eu precisasse.
"Eu não me importo se você quiser levá-la com você", a voz de Cage o traiu. Ele pensou que estava escondendo a sua preocupação de mim. Levantando, me virei e coloquei minhas mãos atrás de seu pescoço.
"Josh é o meu passado. Eu o amava desde o momento em que eu era uma garotinha. Perdê-lo quase me destruiu. Mas você ", eu disse puxando o cabelo escuro que enrolava contra seu pescoço. "Cage York, me salvou. Você me ensinou que a vida poderia continuar. Que meu coração poderia amar tão ferozmente novamente. "
A tensão em seu corpo diminuiu e eu não pude deixar de sorrir. Me espanta que esse homem selvagem sexy apenas queria a mim. "Josh sempre terá um lugar especial no meu coração. Mas você, possui meu coração. Nunca duvide disso. Nem por um minuto. "
Cage soltou um profundo suspiro e descansou sua testa contra a minha, "Deus isso soa tão bom", ele sussurrou em seguida, beijou minha têmpora. Suas mãos começaram a se mover de meus quadris para o topo da minha bunda.  "Então, quanto tempo você acha que tem até seu pai voltar?" Ele perguntou antes de mordiscar minha orelha e enviar um arrepio por mim.
"Hmmm... bem, ele está louco, então tá bufando. Você realmente acha que é uma boa ideia arriscar, ele pode voltar a qualquer minuto?"
Cage riu contra o meu pescoço, em seguida, empurrou a alça da minha parte superior do vestido para baixo sobre o meu ombro e começou a mordiscar a pele macia logo acima do meu decote. "Eu estive fantasiando sobre fazer amor com você neste quarto de menina desde que a gente veio pra cá hoje", ele disse em uma voz rouca quando ele levantou os olhos para encontrar os meus, em seguida, deu um beijo no topo de um dos meus seios .
"Mas papai," Tentei lembrá-lo, mas meus pensamentos ficaram todos dispersos quando ele estendeu a mão para a bainha de sua camisa e a puxou. A visão de seu peito sempre me fez bem e ele sabia disso.
"Eu vou ouvir sua caminhonete. Prometo", ele me assegurou enquanto puxava minha camisa e jogou-a para o lado. Suas mãos se acomodaram em meus quadris e ele me puxou contra ele antes de abaixar sua boca para a minha. A suavidade de seus lábios sempre me surpreendia e animava ao mesmo tempo. Minhas mãos voltaram ao redor do seu pescoço e eu segurei enquanto eu deixava quaisquer preocupações sobre ser pega desaparecer.
"Mmmm Seu gosto é bom", Cage sussurrou.
Sua voz rouca profunda me fez tremer de emoção.
Cage me levantou, "Enrole suas pernas em volta de mim," ele instruiu.
Depois que ele me tinha firmemente em seus braços, ele nos levou até a cama, enquanto ele continuava a acariciar o interior da minha boca com a língua.
Lentamente, Cage me deitou na cama e, em seguida, se moveu para cima de mim.             
"Eu gosto da ideia de fazer você fazer coisas feias nesta cama com babados. Está me deixando louco só de pensar nisso ", admitiu ele com uma risada baixa.
Antes que eu pudesse responder, o bater da porta de tela na cozinha tinha feito Cage saltar para trás de mim e agarrar minha camisa do chão. Ele não teve que explicar enquanto jogou ela para mim. Nos esforçávamos para colocar nossas camisas e Cage pegou outra caixa quando passos pesados subiram as escadas.
Eu me arrastei até a cômoda quando estava com a minha camisa. Cage sorriu para mim e me deu uma piscadela antes de papai encher a porta do meu quarto.

Cage


"Eu quero falar com você, menino. Sozinho".  A voz alta de Wilson Brooks fez Eva pular. Eu imaginei que ele iria querer falar comigo antes de sairmos. Quando Eva lhe disse que ela estava se mudando, ele tinha gritado e me chamado de vários nomes. Então saiu furioso até sua caminhonete e em disparada da garagem. Agora, ele estava de volta e queria me ameaçar. Eu estava preparado para isso.
Eu também queria levá-lo para fora do quarto antes dele perceber que Eva estava com sua camisa do avesso. O sorriso puxando meus lábios pelo fato de que ela colocou suas roupas errada no frenesi para se vestir, não desaparecia. Eu sabia que Wilson pensou que eu estava sorrindo para ele e que não estava indo mais além.
"Ok", eu respondi e caminhei em direção à porta com a caixa que eu peguei e bloqueei sua visão de Eva.
"Papai, não faça isso. Tenho vinte anos. Por Favor. Apenas esteja feliz por que segui em frente", Eva implorou.
Wilson balançou a cabeça e se virou para voltar a descer as escadas. Eu segui atrás dele silenciosamente.
"Papai. É sério. Não diga nada maldoso pro Cage como você fez mais cedo. Você está errado. Eu te amo mas você está muito errado", Eva pediu.
O calor no meu peito era algo novo. Ela estava preocupada comigo. Ela estava me defendendo. Droga! Me senti bem. Mesmo que eu estivesse bem com tudo que Wilson desejava me chamar. Eu entendi. Eu estava levando a sua menina para longe. Ele provavelmente me odiaria para o resto de sua vida.
Wilson saiu de casa para a varanda da frente antes de parar e se virar para me encarar.
"Droga garoto. Eu avisei para ficar longe dela, " Wilson berrou.
"Sim, você fez. Mas não consegui. "
Wilson tirou o chapéu de palha e passou a mão sobre a sua cabeça careca. "Por que ela? Por que Eva? Você poderia ter encontrado uma outra menina para morar com você e arruinar. Por que a minha Eva? Ela já passou por tanta coisa. Ela não é o seu tipo menino. Ela não se entrega facilmente. "
A raiva queimava dentro de mim. Não porque ele estava insinuando que eu não era suficientemente bom para ela, porque ele estava certo sobre isso. Mas porque ele estava menosprezando o que ela era para mim. Eu posso ter a reputação do inferno, mas Eva tinha mudado tudo isso.
"Não foi uma escolha. Eu. Adoro. Eva. Ela não é apenas uma garota com quem estou me entretendo. Ela é minha dona. Eu vou mover céus e terra para fazê-la feliz. Inferno, eu já usei até o último centavo do dinheiro que eu estava guardando para uma Harley para lhe comprar um piano para que ela possa tocar todos os dias. Eu entendo que ela é sua filha e você está preocupado com ela. Mas não pense por um maldito minuto que ela é apenas uma outra menina para mim.  Eva é o meu mundo.
O olhar duro de Wilson aliviou enquanto ele estava ali me estudando. Eu realmente esperava que Eva tenha deixado sua bundinha abelhuda no andar de cima e não tinha ouvido a parte sobre o piano. Eu queria surpreendê-la.
"Você comprou um piano para ela?" Ele perguntou quase num sussurro.
"Sim, comprei. Ela quer um. "
Wilson colocou o chapéu de volta na cabeça e se afastou de mim para olhar para fora no jardim da frente. Eu sabia que o piano lembrou sua esposa, mas sua aversão a isso não deixava Eva fazer algo que ela amava. Era uma conexão com a sua mãe que ela precisava. Eu queria que ela tivesse isso.
"Sua mãe tocava piano", disse ele.
"Sim, senhor, eu sei."
Nós dois ficamos em silêncio até que Wilson moveu-se para os degraus e começou a descer. Onde ele estava indo agora?
"Você cuide da minha menininha. Vou pendurá-lo pelas bolas se machucá-la ", disse ele no mesmo tom frio. Eu segurei um sorriso.
"Eu vou fazer tudo ao meu alcance para fazê-la feliz." Eu assegurei a ele.
Ele não respondeu ou olhou para trás. Em vez disso, ele caminhou em direção a sua caminhonete. 
A porta de tela abriu e Eva saiu. "Papai!" Ela gritou e correu escada abaixo. Ele parou e virou-se lentamente para olhar para ela. As lágrimas não derramadas em seus olhos fez o meu estômago cair. Será que ela mudou de idéia?
"Eu te amo papai. Eu te amo muito. Eu não estou sendo imprudente. Eu simplesmente não posso viver sem ele".
Meu coração disparou. Alguém já me defendeu tão ferozmente? Ninguém tinha me escolhido acima de alguém que amavam? Porra. Como se eu não quisesse arrancar essa blusa do avesso dela e imprensá-la contra a árvore mais próxima.
"Eu estou começando a entender. Porém, Não faz isto certo, "Wilson respondeu. Então ele se virou e foi para sua caminhonete onde ele subiu e foi embora.
Se ela chorar, eu ia correr atrás dele e forçá-lo a voltar aqui para consertar isso. Mas quando ela se virou para me encarar, ela estava sorrindo.

Sinta-se livre para pegar post's nossos, mas DEEM OS DEVIDOS CRÉDITOS!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário